Crianças do OJMJ participam do projeto “Horta Solidária” do IFCE

A tarde da última quarta-feira, 11, foi repleta de novidades para as crianças do Orfanato Jesus Maria José. Meninos e meninas, entre oito e 12 anos de idade, puderam conhecer e participar do projeto “Horta Solidária” do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) campus Juazeiro do Norte.

A iniciativa é coordenada pela professora Girlaine e composta por alunos dos cursos de Engenharia Ambiental e Construção de Edifícios. Cada criança ficou sob as orientações de um monitor. Juntas, as duplas plantaram mudas de diversos tipos numa mandala formada por tijolos ecológicos.  No local, já existe o cultivo de diversas espécies medicinais e o que é produzido é utilizado no Restaurante Universitário do IFCE.

O aluno do curso de Construção de Edifícios, Danilo Acácio, explica que, diferentemente dos tijolos produzidos em larga escala, o chamado tijolo ecológico não passa por processos de cozimento em forno, o que reduz consideravelmente o impacto negativo no meio ambiente. A eliminação desta etapa na confecção do produto significa zero emissão de Dióxido de Carbono (CO2) para a atmosfera.  “A fabricação de uma tonelada de cimento lança na atmosfera outra tonelada de CO2. No Nordeste, a fabricação de tijolos cerâmicos utiliza quase sempre a vegetação nativa como combustível, contribuindo para aumentar o grave e preocupante problema da desertificação da região”, explica o estudante.

Segundo os integrantes do projeto “Horta Solidária”, os tijolos ecológicos podem ainda ser produzidos com qualquer tipo de solo, mas o mais indicado é o solo arenoso, que contém, em média, 60% a 80% de areia e 40% a 20% de argila.

Para a finalização do tijolo ecológico, o produto deve passar em média sete dias em um processo chamado hidrocura para adquirir mais resistência e rigidez. Além de ser amigo do meio ambiente, o tijolo ecológico ainda apresenta dois MPa (Mega Pascal), enquanto o tijolo tradicional apresenta apenas 1 MPa. MPa é uma unidade de medida de pressão do sistema internacional.

As crianças puderam sentir a terra entre os dedos e a emoção de semear as mudinhas escolhidas. O pequeno Keven logo tratou de associar a experiência ao filme em animação “Moana”. O longa traz essa mensagem de respeito à natureza. Heloísa, mesmo tímida, tomou a iniciativa de agradecer a todos do IFCE que proporcionaram a eles esta tarde de lazer, aprendizado e sobretudo, conscientização.

Para quem deseja conhecer melhor sobre o projeto “Horta Solidária”, basta acessar a página do Facebook:  https://www.facebook.com/Horta-Solidaria-IFCE-106178239477656/ .